Instituto Histórico IMPHIC - Betim

"Sapire ut protegas, Protegere ut conserues"

Brasão de Armas - Betim

O Brasão de Armas da cidade de Betim tem a sua descrição heráldica.


O Brasão é composto de um escudo flamenco-ibérico,

esquartelado artisticamente em forma de cruz retilínea romana (por extensão das extremidades), em argente (prata),

separadas por contorno também em forma de cruz, de goles (vermelha)

e em abismo o Cruzeiro do Sul em blau (azul).



A cruz subdivide o escudo em 4 (quatro) quadrantes com formas e representatividades assim distribuídas:
1º quadrante em jalde (ouro);
2º quadrante em sinople (verde);
3º quadrante em jalde (ouro),

em abismo, uma engrenagem reta, de 12 (doze) dentes, de sable (preto) 

e em abismo, um triângulo equilátero, em goles (vermelho);

4º quadrante em bláu (azul);

II - sobrepondo ao escudo, uma coroa mural de 5 (cinco) torres, em argente (prata), sendo três a vista e duas ameiadas, em perspectiva no desenho identificando o brasão de domínio;
III - sobre o conjunto sobrepõe-se um listel, em argente (prata):


a) ao centro, o topônimo “BETIM”, em dobraduras do mesmo listel;
b) à destra, em sable (preto) a data “1711”, ano da concessão da Sesmaria a Joseph Rodrigues Betim;
c) à sinistra, em sable (preto), a data “1938”, ano da Emancipação Político-Administrativa e instalação do primeiro Governo Municipal.

Aplicação Monocromática do brasão de acordo com as regras heráldicas:

Exibições: 4189

Respostas a este tópico

Obrigada pela magnífica AULA,

Gosto de conhecer cada significado dos BRASÕES.

Um grande abraço

Silvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil

RSS

© 2019   Criado por Charles Moraes de Lima.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço