Instituto Histórico IMPHIC - Betim

"Sapire ut protegas, Protegere ut conserues"

Denominações e imagística na história do Beato Antônio, o Etíope (ou Catagerò ou D'Avola) em Minas Gerais

Texto elaborado para o Instituto Histórico
IMPHIC – Betim, como sugestão de pauta, ou
auxílio espontâneo de pesquisadores que detenham
informações a serem complementadas, em colaboração, ao projeto.

Denominções

Santo Antônio de Categeró, também conhecido por outras denominações, atém das especificadas no título - mais usuais, estas outras são:

- Etíope  - por sua origem etíope;
- Catageró - a mais usual atualmente, as demais, começam a ter conotação histórica;
- D'Ávola - a primeira cidade italiana em que viveu por 38 anos, desde os 15 anos, quando chegou como escravo capturado nos montes da Barca, em Cirenaica. Na igreja de Santa Venera V.M, nessa cidade, tem uma imagem em tamanho natural, que e carregam em andor, nas procissões; da padroeira da igreja; (Figura 05 e 06)
Estas três denominações estão no site que chancela sua beatificação, pelo Vaticano, beatificação em 13/04/1599, na Diocese de Noto;
http://www.santiebeati.it/dettaglio/91434

- de Noto - em Portugal e alguns lugares do Brasil, entre eles Minas Gerais, É a cidade italiana onde viveu os últimos anos de sua vida, após Ávola, em torno de 8 anos. Morreu em 14 de março de 1550. Seus restos mortais estão na igreja de Santa Maria de Jesus, em Noto; (Figura 07)
- Categeró - Esta é denominação mais conhecida e se estabelece a partir do Brasil, com as corruptelas, abaixo:
- Categerona; 
- Catalagerona;
- Calatagerona;
- Cartegerona;
- Catigiró;
- Categiró;
- Catigeró;
- de Ávola e  Noto -  a forma usada na Itália, cidades de Noto e Ávola; 

As denominações sofrem dois tipos influências. As de identidades da regionalização devocional; e das corruptelas consequentes destas;

Imagísitca

A imagística de Categeró é muito diversificada. Tenho alguns textos mais descritivos delas. a grande maioria das imagens em igrejas do catolicismo fundacional do Brasil Colônia, são estátuas únicas. As mais significativas, no meu conceito, são;

- em Portugal deve existir uns três ou quatro imagens do Beato Antônio de categeró ou de Noto, do Barroco português;

-  Um dos mais antigos,  desenho da capa do processo de registro da Irmandade de Santo Antônio de Categeró, em 1699, na igreja São Pedro, da Bahia. imagem resgatada do Colonial Latin America A Documentary History Cap 39, muito interessante e não mostrada em cópia em trabalhos acadêmicos ou museus brasileiros. (Figura 01)

- Imagem na Bahia, igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, nas portas do Carmo, Pelourinho. É um barroco extraordinário, cuja divulgação está recém sendo começada. (Figura 02)

- Imagem na Bahia, igreja Matriz de São Pedro, existe uma imagem, tipo santo de vestir, típica do andor de Categeró, nas Procissões de Cinzas. Ainda não confirmei, mas não localizo o Categeró no acervo dos terceiros franciscanos da Bahia; (Figura 03)

- imagem em São Paulo, igreja de São Francisco da Penitência, na Capela da Ordem Terceira. Existe uma imagem, tipo santo de vestir, típica do andor de Categeró, nas Procissões de Cinza. Muito destacada esta imagem na mídia. (Figura 04)

- Existe mais uma dúzia de imagens sacras do Beato Antônio de Categeró em São Paulo, de grande porte, talvez quase a metade também, barrocas. Mas, vou destacar uma criada na década de 60, que a meu ver caracteriza o Categeró brasileiro;

- Imagem em São Paulo, na igreja Matriz de Nossa Senhora da Expectação do Ó, existe uma imagem produzida nessa época, mas mais importante que a imagem, é a estampa criada em santinho, que o Ms. Salvatore Guastella, o biógrafo de Categeró, usou em suas capas de livro e no santinho da igreja de Santa Maria de Jesus, em Noto. Estampa produzida por um importante artista plástico paulista, em sua juventude antes da fama, que nunca foi estátua. E é na igreja do Ó, que existe uma relíquia de dois ossos do braço do Beato. (Figura 08 e 09)

- No Rio de Janeiro existem algumas imagens importantes do Beato, mas talvez nenhuma do barroca. Inclusive a imagem vista por Debret e referida em sua obra, não existe mais, na exposição da Procissão de Cinzas, da Ordem Terceira, no Convento de Santo Antônio. Mas, existe uma dúzia de grandes Categerós no Rio, inclusive nos irmãos Ortodoxos, da igreja de Nossa Senhora da Anunciação, existe um pequeno Museu de Categeró.  Claro que com os pequenos exageros recorrentes, com a chamada de "única imagem no Brasil vinda, diretamente, da África; 

- Em Recife e Goiânia no Pernambuco, também, existem imagens muito antigas.

- Já na Região Sul, só Santa Catarina tem um categeró desses tipo da Procissão de Cinzas, na igreja de São Francisco. No Rio Grande do Sul muitas imagens, mas tudo muito recente.
Mas, basicamente, alguma informação existe em cada Estado da Federação. São mais de meia centena de imagens entronizadas, a maioria de grande porte, sendo a metade pertencente ao barroco.


Minas Gerais

Não existe Beato Antônio de Categeró em Belo Horizonte, pois a capital, foi construída após, o Ciclo do Ouro Mineiro, nesse não se inserindo. Assim, temos cadastradas, mais de quinze cidades mineiras, que tem igreja ou capela, com a imagem do Beato Antônio de Categeró entronizada, inclusive, duas cidades: São João Del Rey e Ouro Preto, que o beato consta em dois templos.
Pelas fotos que reunimos e bem possível, que uma dezena de imagens do beato sejam do barroco mineiro. Essa é a nossa interrogação. O preâmbulo foi necessário, para que se entenda a extensão, se não devocional, hoje, mas que o foi no passado, sobra-nos o sentido histórico cultural de fazer o resgate do Beato Antônio de Categeró, que nas igrejas e capelas das cidades de Minas Gerais, também aparece como Santo Antônio de Noto e Santo Antônio de Cartagerona, além de Santo Antônio de Categeró.
Há um lindo trabalho de pesquisa, com plasticidade e muita avaliação técnica do material e de como se deu a parte devocional.

Tenho bastante bibliografia das questões do Beato de Categeró em Minas Gerais, mas não saí de Porto Alegre, para checar as informações. Deixo a ideia desse projeto à disposição.

Índice das figuras:

- Figura 01 Desenho de 1699, provavelmente, um escravo/BA;
- Figura 02 imagem da Igreja de NS do Rosário do Pelourinho/BA (Séc XVIII);
- Figura 03 imagem da igreja Matriz de São Pedro/BA (Séc XVIII);
- Figura 04 imagem da igreja de São Francisco da Penitência/SP (Séc XVIII);
- Figura 05 imagem de santinho de Ávola, na Itália (2011);;
- Figura 06 imagem de santinho de Noto, na Itália (2011);
- Figura 07 imagem da estátua em Ávola (2011);;
- Figura 08 imagem da igreja Matriz de NS do Ó (1961);
- Figura 09 santinho da igreja Matriz de NS do Ó (1961);

Exibições: 28

Anexos

© 2017   Criado por Charles Moraes de Lima.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço