Instituto Histórico IMPHIC - Betim

"Sapire ut protegas, Protegere ut conserues"

O Hino a Betim
Autor: José Alvarenga (Capelanovense)
 
 Refrão: Salve! Salve a nossa cidade
Betim – a grande pioneira
Que faz Minas ser mais forte
Na história brasileira!

Em clima saudável e ameno,
Junto ao Ribeirão da Cachoeira,
Formou-se, então, o povoado
De gente amiga e hospitaleira.

No alto, à beira da estrada,
Surgiu devota e singela,
Convite à união e à prece,
Aberta a todos, a capela.

Refrão: Salve! Salve a nossa cidade...

Dos idos da Capela Nova
Guardemos sempre a memória;
Os feitos dos primeiros filhos,
Escrevem a nossa história.

Seu povo gentil e ordeiro,
Prevendo um futuro promissor,
Trabalha com fé e esperança,
Mostrando todo seu valor.

Refrão: Salve! Salve a nossa cidade...

Renova Betim a sua força
Com seu distrito industrial,
Revela sua grandeza,
Motivo de orgulho nacional.

Um grade futuro nos espera
Que o valor do passado nos traz.
Ó povo! Construa seu amanhã
No saber, na Justiça e na Paz.

 

----------+o+o+----------

 

A Bandeira

 

 




Elaborada a partir de uma proposta de Gilberto Luciano Moura Bernardes, a Bandeira de Betim se compõe  de listas verticais, num “convite a elevação de espírito”, numa alusão à “nobreza da virtude”. Suas cores simbolizam peculiaridades do Município: o verde, retratando a natureza fértil; o branco, expressando o gênio pacífico dos betinenses; o azul, refletindo a limpidez do horizonte. Ao centro, fica ao Brasão do Município, o que a torna única e inconfundível entre as demais bandeiras.


----------+o+o+----------

 

Brasão




 

Em forma de escudo, o Brasão de Betim – idealizado, em metal nobre e emoldurado em preto, por Gilberto Luciano Bernardes – tem, como destaque, uma cruz estilizada, representando o cristianismo e a religiosidade do povo local. O triângulo vermelho identifica o Estado de Minas Gerais e a engrenagem que o cerca significa a vocação industrial do Município.
Com que localizando Betim no contexto nacional, o Cruzeiro do Sul surge transpondo da Bandeira Brasileira, enquanto que o listel, na parte inferior da peça, registra duas datas importantes na história do município: 1.711 – ano da concessão da sesmaria a Joseph Rodrigues Betim, a quem se atribui a fundação da cidade; 1.938 – ano de sua emancipação político-administrativa.

Exibições: 788

© 2014   Criado por Charles Moraes de Lima.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço