Instituto Histórico IMPHIC - Betim

"Sapire ut protegas, Protegere ut conserues"

Vou postar a biografia de prefeitos anteriores para ficar facil de pesquisar por alunos da rede escolar

Exibições: 5874

Respostas a este tópico

13 – JOÃO BATISTA LARA. 1.970 – 1.972.

Nasceu em Santa Quitéria (atual Esmeraldas) a 17 de novembro de 1.931. Aos cinco anos de idade tinha perdido seus pais, Antônio Monteiro Lara e Dona Maria do Carmo Lara.
Teve em sua irmã, Dona Maria Taveira Lara, e seu esposo, Antônio Camargos Neto, os desvelos paternos e uma educação voltada para o trabalho.
Transferindo-se para Betim, aos 28 de idade completou os estudos complementares, ingressando na Universidade de Direito de Itauna, na qual colou grau.
Antes de ser eleito Prefeito Municipal, ocupou uma das cadeiras do Legislativo local, e exercia as funções de Tabelião do 2 (segundo) ofício da Comarca de Betim. Atualmente, além de suas atividades no comércio betinense é Presidente do Lions Clube.
(fonte:Funarbe/2007)
14 – *NEWTON AMARAL FRANCO. 1.973 – 1.976.

O atual Prefeito Municipal de Betim, Newton Amaral Franco , é capelanovense. Filho do casal Nohemi – Anastácio Franco do Amaral, nasceu a 15 de novembro de 1.932.
A liderança administrativa, que no passado foi entregue a seu trisavô, seus bisavôs e a seu avô, voltou nos dias atuais a um descendente direto dos Amaral Franco e Nogueira Duarte. Alguém já disse que em suas veias correm mais de 200 anos de política betinense. Seu pai, certa feita, recusou o comando do distrito.
A vida estudantil de Newton Amaral Franco foi curta . Estudos iniciais no Grupo Escolar “Conselheiro Afonso Pena”, de Betim, fazendo questão de frisar o nome da mestra Carmen Leão da Silva. Depois, em Belo Horizonte, com o Professor Assis Sobrinho, um curso de português, história, geografia e contabilidade.
Dedicando-se á topografia prática, tanto tem trabalhado ligando ás grandes firmas nacionais, quanto independentemente. Participou ativamente dos trabalhos de implantação da Refinaria Gabriel Passos e do serviço topográfico para o abastecimento d’água de Betim, Furnas, Três Marias, e obras em todos os Estados da União, são as bases de trabalho, durante 22 anos, de Newton Amaral Franco.
Vereador á Câmara Municipal de Betim, por uma legislatura, muitos vezes vinha de distantes frentes de trabalho, em outros Estados, para presença em plenários. Sua exigência quanto á constitucionalidade, quanto ao valor dos projetos levados á Câmara – seus ou de seus pares – não encontra paralelo. Isto, podemos afirmar depois de compulsar, criteriosamente, todos os livros de atas do legislativo. Exigência que, chegava a ponto de utilizar os recursos fotográficos para ilustrar, perante a edilidade, as precárias condições de escolas, pontes, e estradas.
Assumindo a Administração Municipal de Betim, tudo tem feito em prol da cultura. O ensino, evidentemente, por si só marcaria seu período administrativo. Todavia, como ele próprio ressalta, o momento exige que se prepare Betim para o vertiginoso progresso que a tomou de repente, e que tem que ser global.
- Caso nossa administração mereça citação futura, negativa ou positiva, será de justiça afirmar que Betim - de 1.973 a 1.976 – teve a soma de esforços de uma equipe toda ela voltada para o bem da cidade; teve um Legislativo constante com as aspirações betinense; contou com governos no Palácio da Liberdade, sempre dedicados aos interesses do povo de Betim e suas co-irmãs da Grande BH. Aqui, o Prefeito está rodeado de elementos competentes, todos eles trabalhando sem esmorecimentos para que Betim leve avante, em todos os sentidos, seu dístico: “A Nova Força de Minas” – enfatiza Newton Amaral Franco.
Casado com Dona Rosa Maria Corrêa de Melo Amaral Franco, tem cinco filhos: Antônio Anastácio Calheiros Corrêa de Melo Amaral Franco, Napoleão José Calheiros Corrêa de Melo Amaral Franco, Alvaro Manoel Calheiros Corrêa de Melo Amaral Franco, Nohemi Maria Amaral, e Newton Amaral Franco Júnior.
(fonte:Funarbe/2007)
17 - TARCÍSIO EUSTÁQUIO BRAGA. 1.985 - 1.988.

Tarcísio Eustáquio Braga, nasceu em Betim, em 10 de dezembro de 1.945, filho de Divino Ferreira Braga e Luzia Maria da Glória. Cursou o primário no Grupo Escolar “Conselheiro Afonso Pena”, nesta cidade. Começou a trabalhar aos 12 anos de idade, como entregador de roupas de uma lavanderia. Posteriormente passou a trabalhar como trocador de ônibus. Fez curso ginasial no Colégio Nossa Senhora do Carmo de Betim. Em 1.959 ingressou nos Serviços Forenses, sendo office boy do Cartório do 2(segundo) Ofício desta cidade, passando posteriormente a exercer as funções de auxiliar no Cartório do 1(primeiro) Ofício – Judicial Notas e Registro de Imóveis. Em 1.964 retornou ao Cartório do 2(segundo) Ofício – Judicial e Notas – onde prestou concurso ao cargo de escrevente Juramentado e, logo em seguida, foi nomeado Escrevente substituto. Respondeu pela titularidade do referido Cartório no período de 1.966 até 1.972 em virtude do afastamento temporário do titular. Foi Escrivão Eleitoral e também da Justiça do Trabalho que à época era integrada ao Judiciário comum. Exerceu as funções Judiciárias até 1.985 quando assumiu o cargo de Prefeito Municipal de Betim, sucedendo ao então Prefeito Newton Amaral Franco. Como Prefeito Municipal filiado ao PMDB, procurou exercer uma administração honesta, horizontal, democrática e desenvolvimentista, contemplando principalmente o social. Não contraiu dividas para não comprometer o orçamento municipal. Instituiu a eleição para as Diretoras de Escolas Municipais e Estaduais, estas em lista tríplice para escolha do Governo do Estado. Manteve um relacionamento de solidariedade, independência e respeito para com os Poderes Legislativo e Judiciário. Contemplou a segurança pública como reforma da cadeira, instalação da então 5 (Quinta) Cia. Militar e doação de viaturas e motos com aumento do Efetivo. Criou a Secretaria do Desenvolvimento Social para, em conjunto com a APROMIV – Associação de Proteção à Maternidade, Infância e Velhice - as Associações Comunitárias do Município e com a Sociedade de São Vicente de Paulo desenvolver um trabalho social e caritativo. Criou e desenvolveu programas como sextas básicas, acompanhas do Agasalho, creches e a construção e reforma de moradias – mais de 1.000 – para as famílias carentes, em regime de mutirão. Implementou os programas desenvolvidos pela Secretaria Municipal de Agricultura nos projetos Santa Izabel, Dom Orione e Pingo D’água, onde plantava e colhia café, hortaliças, cana de açúcar e soja, para fabricação de rapadura e leite, destinado toda a produção às creches, escolas municipais/estaduais e, hospitais da Fhemig. Criou a primeira exposição agropecuária de Betim, construindo no horto Municipal o primeiro parque de exposições “David Gonçalves Lara”. Na área de obras e saneamento básico construiu com o apoio do Governo do Estado, as redes coletivas de esgotamento sanitário, basicamente, de toda a área de Betim e vários Bairros urbanos e na periferia. Participou do programa Minas Luz para extensão da rede de energia elétrica da CEMIG para vários bairros e regiões. Participou dos programas vegetativos da COPASA para expansão de redes de água em Bairros diversos. Criou várias linhas de transportes coletivo intramunicipal e intermunicipal. Construiu sete (7) pontes de médio porte para interligações de
Bairros e regiões. Asfaltou mais de 100kms distribuídos em ruas diversas no município. Conseguiu junto ao DNER a construção dos túneis de acesso à Cidade Verde e Bairro Laranjeiras – rodovia Fernão Dias e a mureta de proteção da BR. Área de esportes contemplou o esporte especializado em geral em geral como apoio aos jogos estudantis, Jimis, Olimpíadas comunitárias, campeonatos municipais, copa Itatiaia, etc. Construiu quadras poliesportivas, determinou a reforma dos campos de futebol e a construção do Ginásio Poliesportivo “Divino Ferreira Braga”. Na área da saúde construiu várias policlínicas - centro e bairros – adquirindo da Holanda um moderno aparelho de raio-x, dotando as mesmas de ambulâncias e, desenvolvendo todo o programa de Sistema Único de Saúde. Deu também prioridade área da Educação e Cultura, construindo várias escolas, conseguindo do Estado a criação de 2(segundo) grau e apoiou a cultura de forma geral, construindo a Casa da Cultura “Josephina Bento” e restauração geral da Igrejinha do Rosário. Instituiu o concurso para criação dos símbolos municipais, hino, brasão e bandeira. Na política do desenvolvimento social, criou a Secretaria de Indústria e Comércio buscando a fomentação do desenvolvimento industrial no município para gerações de empregos e aumento de receitas. Procurou desenvolver uma política salarial justa. Sua administração foi observada não só em Minas Gerais, mas, também fora do Estado, recebendo mais de 100 homenagens de reconhecimento. Foi Presidente da GRANBEL – Associação dos Municípios da Região Metropolitana da Grande B.H. – Membro do Plambel – Planejamento da Região Metropolitana de Belo Horizonte e Membro do Conselho Fiscal da AMM – Associação Mineira de Municípios. Participou de vários congressos municipais fazendo palestras e apresentando teses administrativas. Teve um bom relacionamento com os Governos Federal e Estadual, onde conseguiu verbas, a fundo perdido para ajuda ao município. Em janeiro de 1.989 transferiu o cargo ao ex-Prefeito Osvaldo Resende Franco. Disputou as eleições municipais de 1.992, obtendo 25.3340 votos, ficando em segundo lugar. É formado em Direito e diplomado em Redação Forence e Técnica Legislativa, pela Cultura Jurídica de São Paulo. Foi Procurador Geral da Prefeitura Municipal de Sarzedo e, atualmente, exerce as funções de chefe de gabinete da Secretaria de Estado de Esportes de Minas Gerais. É, também, Presidente da Conferência São Tarcísio, da Sociedade de São Vicente de Paulo. É casado com Maria da Penha Tona Ássimos Braga, tendo cinco (5) filhos: Marcelo Vinícius, André Luíz, Tarcísio Júnior, Eduardo Lúcio e Ramon Davson. Sempre acreditou na força do trabalho e possui uma fé inabalável no poder de DEUS.
(fonte:Funarbe/2007)

RSS

© 2021   Criado por Charles Moraes de Lima.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço